Foto: Reprodução/ Google Meet por Aliança Nacional LGBTI+ Paraíba

Na sexta-feira (11) o Ministério Público de Cajazeiras relizou uma audiência pública, de forma remota, com acoordenação estadual e nacional da Aliança Nacional LGBTI+, para discurtir políticas públicas para comunidade LGBTI+.

Na audiência presidida pelo Promotor de Justiça Dr. Sávio Pinto Damascena compareceram o coordenador adjunto  da Aliança Nacional na Paraíba, Ronaldo Rodrigues,  a Secretária de Desenvolvimento Humano representada por Eliane Soares, à Secretaria adjunta deSaúde, Daniele Thaires com o assessor jurído da secretaria de saúde Dr. Rodrigo André e a assessora do promotor Gracileide Lins do munícipio de Cajazeiras.

Também comporam a audiência a coordenadora  da Aliança Nacional LGBTI+ na Paraíba, Karina Espínola Guedes, e o coordenador adjunto da área jurídica nacional,Carlos Almeida. Onde levaram demandas da comunidade LGBT+ no sertão da Paraíba, com enfoque a Cajazeiras, e aprentaram o programa Cumpra-se para o Ministério Público de Cajazeiras.

Foto: Reprodução

O objetivo do Cumpra-se é contribuir para fazer cumprir as decisões do Supremo Tribunal Federal que dizem respeito à cidadania e aos direitos humanos da população LGBTI+ brasileira, em especial a criminalização da discriminação e violência LGBTIfóbica

1 COMENTÁRIO

  1. A grande questão da discriminação ter virado de certa forma uma lei , a mesma pode com uma canetada deixar de ser a qualquer momento, mais tenho esperança em que STF tenha compaixão de nossa comunidade e com seu poder, se faça galera a lei por inteira e não uma lei que venha prescrever com o passar dos anos, lembrando que quem morre de certa forma não volta, e que mata vive sua vida em reclusão ou não.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui