quarta-feira, 06 / 07 / 2022
29.1 C
João Pessoa

Preço do gás natural terá aumento médio de 17% em maio

Mais Lidas

MEC divulga hoje resultado de 2ª edição do Sisu 2022

O resultado da segunda chamada regular deste ano para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) será divulgado hoje (6) no site Acesso Único, do Ministério da Educação (MEC). As inscrições...

Tecnologia 5G estreia no Brasil nesta quarta-feira

O sinal de 5G puro (sem interferência de outras frequências) estreia no Brasil nesta quarta-feira (6). A primeira cidade a oferecer o sinal será...

Paraíba realiza Dia D para ampliar cobertura de vacinação das crianças

A Paraíba programou, de julho a setembro deste ano, três ocasiões para fortalecimento das coberturas vacinais no estado. No último sábado de cada mês,...

Secult lança edital para três vagas no Registro de Mestres e Mestras das Artes

A Secretaria de Estado da Cultura (SecultPB) divulgou as regras para preenchimento de três vagas no Livro de Mestres e Mestras da Arte –...
Weslly Martins
Weslly Martins desenvolveu paixão pelo jornalismo ainda no ensino médio. Nesse período, ele sempre se mostrava solícito a desenvolver projetos na área de comunicação. Considerado um jornalista nato pelos colegas de turma, Weslly sempre era selecionado para ser “repórter da turma” durante os eventos institucionais. Formado em Jornalismo pela Uninassau, ele possui no currículo uma vasta experiência na área. Uma das primeiras oportunidades foi trabalhar na produção da TV Manaíra/Band. Após um ano e meio, o jornalista teve sua primeira vivência como repórter da referida emissora. Por conseguinte, atuou como repórter e produtor na Rede B, uma TV online. Essa experiência agregou ainda mais conhecimento e, assim sendo, ele desenvolveu múltiplas habilidades na área de comunicação. Atualmente, Weslly se dedica a função de social media, na qual na produz conteúdos tanto nas suas redes sociais quanto nas empresas que mantêm parceria. Movido a desafios, ele chega para somar a equipe do Portal N7.



RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) – O preço médio do gás natural vendido às distribuidoras de gás encanado subirá 17% em maio, segundo projeção da Abrace (Associação Brasileira dos Consumidores de Energia). A alta reflete a escalada das cotações internacionais do petróleo no primeiro trimestre.

Os repasses ao consumidor dependem as legislações estaduais para o setor. Em alguns estados, é imediato; em outros, só ocorre nas datas de reajustes tarifários anuais. Mas a Abrace estima que as tarifas para a indústria subam, em média, 9%.

No Rio de Janeiro, por exemplo, o reajuste foi autorizado nesta quinta-feira (28) e vale a partir de maio. Na CEG, que atende a região metropolitana, os aumentos serão de 6,8% para clientes residenciais, 7% para o comércio, 18,5% para a indústria e 19,6% para o GNV (gás natural veicular).

A projeção da Abrace considera alta de 26,7% na cotação do petróleo Brent, usada como indexador para os contratos de gás natural no país. “As sanções econômicas contra a Rússia, relevante produtor da commodity, repercutiram na diminuição da oferta do energético”, diz.

Embora o aumento do Brent seja de quase 30%, continua a Abrace, o repasse aos contratos de gás natural é menor porque o petróleo não influencia em outros componentes do preço, como o custo de transporte do combustível até as distribuidoras.

O preço do gás já havia sofrido um repique no início do ano, após a assinatura de novos contratos entre Petrobras e distribuidoras. Em fevereiro, o preço médio de venda do combustível às distribuidoras subiu 12%.

Como reflexo, o GNV (gás natural veicular), por exemplo, saltou 8,7% desde o fim de 2021, chegando a custar, em média, R$ 4,754 por metro cúbico na semana passada, segundo dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis).
A Petrobras é hoje responsável pelo fornecimento de cerca de 85% do gás natural vendido às distribuidoras. O restante vem de produtores privados de gás no país, como a Shell, ou de importadores.

Segundo a projeção da Abrace, o contrato da Shell com a Bahiagás, por exemplo, terá alta de 28%. Mas como a empresa tem outros fornecedores, o aumento médio de seu custo de aquisição de gás será de 12%.

Em São Paulo, que ainda não repassou ao consumidor a alta de fevereiro, a entidade estima que o consumidor industrial sofrerá um aumento de 18% em junho, quando é feito o reajuste anual das tarifas da Comgás.

Em março, a Abrace divulgou estudo que projetava alta de 30% no preço de compra do gás natural pelas distribuidoras até agosto, considerando os dois reajustes contratuais previstos nesse período, ainda sob efeito da guerra na Ucrânia e dos novos contratos da Petrobras.

Atualmente, cinco estados têm liminares contra os aumentos de preços dos novos contratos da Petrobras: Sergipe, Santa Catarina, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais.

A CEG disse que o reajuste autorizado nesta quinta ainda considera os termos do contrato anterior, vigente até dezembro de 2021, que foi prorrogado pela Justiça. Isto é, se a Petrobras derrubar a liminar, o repasse pode ser ainda maior.

O aumento do preço do gás torna ainda mais distante a promessa do “choque de energia barata”, feita pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, logo no início do governo Bolsonaro. Guedes acreditava que o aumento da competição poderia reduzir em até 50% o preço do combustível.

Apesar da aprovação da nova Lei do Gás, a concorrência ainda é pequena no país e as cotações internacionais do gás natural bateram recorde este ano, após o início do conflito no Leste Europeu.

Para a indústria, o esvaziamento da ANP, que passou um longo período com a diretoria desfalcada, também prejudicou o avanço da competição no setor, ao atrasar regulamentações sobre acesso de outros fornecedores à infraestrutura de escoamento de gás no país.

Weslly Martins
Weslly Martins desenvolveu paixão pelo jornalismo ainda no ensino médio. Nesse período, ele sempre se mostrava solícito a desenvolver projetos na área de comunicação. Considerado um jornalista nato pelos colegas de turma, Weslly sempre era selecionado para ser “repórter da turma” durante os eventos institucionais. Formado em Jornalismo pela Uninassau, ele possui no currículo uma vasta experiência na área. Uma das primeiras oportunidades foi trabalhar na produção da TV Manaíra/Band. Após um ano e meio, o jornalista teve sua primeira vivência como repórter da referida emissora. Por conseguinte, atuou como repórter e produtor na Rede B, uma TV online. Essa experiência agregou ainda mais conhecimento e, assim sendo, ele desenvolveu múltiplas habilidades na área de comunicação. Atualmente, Weslly se dedica a função de social media, na qual na produz conteúdos tanto nas suas redes sociais quanto nas empresas que mantêm parceria. Movido a desafios, ele chega para somar a equipe do Portal N7.
- Publicidade -

Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Últimas

MEC divulga hoje resultado de 2ª edição do Sisu 2022

O resultado da segunda chamada regular deste ano para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) será divulgado hoje (6) no site Acesso Único, do Ministério da Educação (MEC). As inscrições...

Tecnologia 5G estreia no Brasil nesta quarta-feira

O sinal de 5G puro (sem interferência de outras frequências) estreia no Brasil nesta quarta-feira (6). A primeira cidade a oferecer o sinal será...

Paraíba realiza Dia D para ampliar cobertura de vacinação das crianças

A Paraíba programou, de julho a setembro deste ano, três ocasiões para fortalecimento das coberturas vacinais no estado. No último sábado de cada mês,...

Secult lança edital para três vagas no Registro de Mestres e Mestras das Artes

A Secretaria de Estado da Cultura (SecultPB) divulgou as regras para preenchimento de três vagas no Livro de Mestres e Mestras da Arte –...

ESP-PB abre inscrições para estudantes nos cursos de Saúde da Família

A Secretaria de Estado da Saúde da Paraíba (SES-PB), por meio da Escola de Saúde Pública da Paraíba (ESP-PB), lançará, nesta quarta-feira (6), o...